segunda-feira, 26 de junho de 2017

Quando o corpo adoece

       Temos um corpo físico mas nossa essência é espiritual, somos espíritos vivendo uma experiência física e sentindo dores, anseios, medos e amor. Trazemos gravado em nosso corpo espiritual conhecimentos já adquiridos de outras vivências e passagens aqui na terra, deste conhecimento partem todos os nossos impulsos em relação ao mundo externo e interno. Neste corpo vibra nossa consciência, mente e pensamento. A consciência cria, a mente direciona e o pensamento plasma.
       Neste processo ininterrupto é natural que nossas criações mentais que cultivamos e a conduta comportamental que adotamos, tendem a repercutir sobre o foco emissor positiva ou negativamente, na mesma medida e intensidade, que torna o indivíduo herdeiro das suas próprias escolhas e autor do seu próprio destino.
        Pelo mesmo princípio de causa e efeito, é compreensível que os estados mentais gerem impactos sobre o corpo físico, criando condições para o surgimento de enfermidades orgânicas ou psíquicas, quando desajustado das leis naturais, de saúde e bem estar, e também quando sintonizado com o psiquismo cósmico.
        As próprias alterações fisiológicas de ordem congênita, incluindo as mutações genéticas sem relação com fatores exógenos, constituem efeitos no corpo físico, cujas causas se encontram em níveis mais profundos do ser. Nestes casos os métodos convencionais da ciência acadêmica, tão limitados ao paradigma linear-cartesiano, não conseguem detectar estas doenças ou síndromes. Em outras palavras, não há corpo doente sem espírito enfermo, assim como não há espírito enfermo sem conflito interior.
        Os tempos são outros, não mais se justifica posturas herméticas no campo da ciência e da religião. O cientificismo fundamentalista é tão nocivo quanto a religiosismo alienante. A liberdade de consciência alcançada no processo de amadurecimento das coletividades reclama novas respostas a antigas perguntas, sendo aconselhável adotar o bom senso nos campos do saber e da fé, porque se o místico exaltado é uma fuga da realidade, o cético inflexível não passa  de um cego que não quer ver.  
        Estamos doentes emocionalmente, psiquicamente e com isso nosso corpo físico sofre as consequências, até quando continuaremos com esse descaso em relação a nossa vida?
        O momento é de procuramos ajuda, seja ela espiritual, psicológica ou mesmo com terapias alternativas holísticas. Existe um mundo de novas técnicas para nosso equilíbrio, cabe a nós escolhermos o melhor caminho a ser seguido, seja através da meditação, relaxamento, regressão, cura com cristais, pedras e óleos; acupuntura, magnetismo e passes espíritas. O importante é darmos o primeiro passo em prol de nossa melhora física, espiritual e psíquica.
       Sua saúde e bem estar depende exclusivamente de você....

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Vivemos momentos de mudanças

        -Tenho sentido insônia, cansaço e ando mal humorada, será que tem algum espírito me sugando?
        -Não sei dizer com certeza Paula,mas realmente tem algo diferente no ar. Vou conversar com meus amigos espíritos e te dou um retorno, mas enquanto isso tente mudar seus pensamentos e vibrar coisas boas, pra não atrair nada de ruim.
        Minha amiga Paula é uma pessoa maravilhosa, mas tem esse péssimo hábito de achar que tudo é culpa dos espíritos, quando na realidade somos nós quem atraímos todo tipo de companhia com nossos pensamentos, atitudes e ações.
        Assim que tive oportunidade perguntei pros espíritos o que anda acontecendo com as energias do planeta terra, pois tenho observado muitas pessoas se queixarem, a resposta foi surpreendente.
        -Este cansaço, desanimo e irritabilidade que alguns mais sensíveis estão sentindo é em decorrência das novas frequências eletromagnéticas que estão saído do sol em direção a terra. Essas frequências estão mexendo diretamente com nossas estruturas físicas, emocionais, energéticas, psíquicas e emocionais. Nem todos conseguem sentir, mas quanto maior a sensibilidade ou mediunidade, mais intensamente irão sofrer com essas ondas.
         -E como podemos nos proteger?
         - É simples, tudo relacionado ao bem estar mental ocorre em decorrência de nossos pensamentos, eles é que dirão se estamos bem ou não, se mantermos nossos pensamentos no bem, cuidarmos de nossa moral e evitarmos pensar e fazer o mal, não seremos afetados tanto assim.  
         -Em relação aos pensamentos eu concordo, mas como acabar com o cansaço físico e o mau humor?
         -Bem se você sentir que precisa dormir mais, então durma. Não adianta querer levar o mundo nas costas, tudo tem seu tempo e momento pra acontecer. Em relação ao mau humor, eu recomendaria exercícios físicos leves como caminhadas, yoga, meditação e se possível uma vez na semana caminhadas ao ar livre ou em meio a árvores, pois elas tendem a absorver o cansaço e certas emoções. Certamente já ouviu falar em abraçar uma árvore?
         -Sim, mas sempre achei que era exagero...
         -Cada um tem seu jeito de relaxar e acabar com o stress.
         Conviver com os espíritos é uma das melhores coisas que minha mediunidade me proporcionou, adoro o jeito simples e direto deles falarem, sem rodeios ou meias palavras. Seria maravilhoso se todos conseguíssemos agir dessa forma, sem máscaras ou melindres...

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Qual é a importância das religiões em nossas vidas?

        Na atualidade existe uma infinidade de seitas, igrejas e religiões, mas qual é a melhor? Será que existe uma que seja melhor que a outra?
        Meu espírito é pragmático e muito questionador, já fui a vários templos, seitas e casas religiosas, pois conhecer é necessário; sempre que percebo que existe algum tipo de domínio não retorno, acredito que vale muito mais termos espiritualidade do que religião.
        A religião tem origem numa conjunção de fatores humanos e espirituais, nenhum deles podendo ser excluído de uma análise honesta do fator social, sem que se pratique uma violência contra a realidade mundialmente comprovada. Religião na atualidade remete a algo que tenta manipular ou dominar, e isso já vem de muitas eras, desde que o mundo é mundo.
        Na minha opinião, religião deveria ser algo natural, que surge espontaneamente entre os povos primitivos e civilizados, de preferencia a partir de um Mestre; mas atualmente vejo uma religião artificial, criada em meio a crises, guerras e momentos de desolação. Será que nesses casos existe mesmo conforto na religião ou é mais um meio de manipulação?
       Vou transcrever um trecho do escritor espírita José Herculano Pires: ''Não podemos tratar da crise das religiões em nosso tempo sem enquadrá-la nas dimensões do fato cultural, onde todos os seus problemas se esclarecem de maneira coerente e profunda. As pessoas integradas no formalismo cultural do século, apegadas a princípios exclusivistas e alheias à recomendação cartesiana contra o preconceito e a precipitação rejeitarão como negativa a parcial  posição que assumo. Mas coincidência com a verdade histórica (simplesmente incontestável) com a conflitiva realidade cultural dos nosso dias. Não seria possível desprezar a evidência dos fatos das conotações de princípios filosóficos e científicos com o panorama real, objetivo das mudanças que se verificam dia a dia aos nossos olhos, apenas para satisfazer a determinadas normas convencionais.''
          A experiência e motivação de Deus sustenta os crentes privilegiados e sustenta suas igrejas salvacionistas. Enquanto não chega a salvação, católicos, protestantes e até espiritualistas matam-se emocionalmente, espiritualmente e até fisicamente, em plena era das mais brilhantes conquistas da inteligência humana. Será que Deus estaria, por acaso, demasiadamente velho para não perceber a inutilidade dos seus métodos de salvação pessoal em audiências privadas com pastores, padres e pessoas que se dizem dominar a verdade?
          Se Deus está presente num grão de areia, numa folha na relva, num fio de nossos cabelos e numa pena das asas de um pássaro, como, apesar dessa impregnação divina, o homem se defronta com a impureza do mundo?
          Por qual motivo estranho precisamos de ritos especias para purificar a inocência de uma criança, se Deus está presente no seu olhar puro e límpido, no chorro, na meiguice do seu rostinho ainda não marcado pelo fogo das paixões terrenas?
         Por que precisa o cadáver de recomendação, com aspersão de água benta, se a ressurreição dos mortos se faz como ensina o apóstolo Paulo na I Epístola aos Coríntios e como Jesus exemplificou na sua própria morte, no corpo espiritual e não no corpo material?
        São tantas perguntas, somente cada um poderá ter a sua resposta conforme seus conhecimentos, suas atitudes em relação a rituais e conveniências. Cabe a cada um de nós estudar mais, pesquisar e questionar para não cair nas mãos de pessoas inescrupulosas e sem moral nenhuma...

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Perguntando aos espíritos

         Tenho uma amiga que tem muita sensibilidade mas não consegue dar passagem as essas mensagens ou intuições, não se sabe se é por medo, receio de não compreender o que os espíritos irão lhe transmitir ou se ainda não está preparada o suficiente, mas ela costuma queixar-se muito de zumbidos em seu ouvido, segundo ela parece que tem uma emissora de rádio fora de sintonia dentro de seus ouvidos. Esses zumbidos a tem incomodado muito ao ponto dela se afastar de certos lugares e pessoas, por isso resolvi perguntar aos espíritos o porque disso ocorrer com ela, a resposta foi a seguinte:
         -Pelo que foi observado, sua amiga não tem nenhum problema físico, mas sim a mediunidade que ainda não foi desenvolvida, há pessoas que sentem mais fortemente as oscilações da glândula pineal. Essa glândula é a ligação do mundo espiritual com o mundo físico, e como o planeta está passando por grandes mudanças energéticas, há um número considerável de pessoas que estão mais sensíveis e sofrendo as consequências dessas descargas energéticas.
         -Mas como posso ajudar minha amiga?
         -Ela terá que se reconectar com seu eu interno, a meditação poderia ajudar muito, pois além de se acalmar, ajuda a controlar certas emoções. Esses zumbidos são sutis mas como sua amiga é um pouco ansiosa acaba amplificando ainda mais esse incômodo.
         -Se ela conseguir se acalmar se sentirá melhor?
         -Isto certamente aconteceria. Só não sei se ela vai querer tirar alguns minutos do seu dia para se dedicar a uma prática de meditação. Percebo que a humanidade em geral anda avessa a esse tipo de prática, querem tudo pra ontem, só pensam em dinheiro, prazer de todas as formas e fuga do autoconhecimento.
          -Grande verdade, tenho observado isso em relação aos meus amigos, se os convido para uma palestra ou workshop onde o assunto é melhora íntima, ninguém tem tempo, mas se for pra ir beber ou se divertir, todos podem. Ando muito desanimada com essa geração que está vivendo aqui na terra. Como será nosso futuro?
          -Se as pessoas não mudarem, creio que o futuro será triste, pois uma boa parte dos que estão atualmente encarnados não retornarão mais para este planeta, serão expatriados mais uma vez.
          -As vezes me pergunto onde estão as tais crianças cristal e índigo que tanto tem se falado, pois elas mudariam o mundo.
          -Isso foi a maior mentira que alguns escritores espiritualistas escrevam, essas crianças por serem seres muito inteligentes foram associadas ao bem, mas nem todas são do bem. Inteligencia não anda junto com a moral, e sem moral a inteligencia não vale de nada. Essas crianças são espíritos tão devedores quanto seus pais, com a única diferença que tem uma inteligencia muito desenvolvida, que na maioria das vezes dominam seus pais de todas as formas.
          -Nossa, realmente estão nos passando informações erradas.
          -Esse é o grande mal da humanidade, acredita no que lhes convém, sem questionar ou pesquisar, não aprenderam nada com nosso amigo Kardec.
          E a conversa continuou....  

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Estudando no astral

       Hoje é dia de estudos no plano astral, tenho permissão para convidar alguns amigos pro estudo, e assim o faço. O estudo é sobre desdobramento consciente. Nosso instrutor começa dizendo:
       -Iremos fazer um breve relaxamento para entrarmos em conexão, para que vocês possam se soltar e vibrar na energia correta. Cada um de vocês está acompanhado de um ajudante para que seja mais fácil a conexão com seu eu interno. Esse amigo  é de extrema importância, pois é a sua ligação com o plano terrestre.
       -Deitem-se nas macas e vamos começar a nossa aula. Primeiro quero que fechem seus olhos e façam uma respiração profunda contando até 3, após, segurando o ar conte até 3, agora solte o ar em 3 tempos e fique sem respirar em mais 3 tempos. Faremos diversas vezes essa respiração, até que vocês relaxem e fiquem calmos e com a mente vazia, se algum pensamento vier, deixe-o.
       Enquanto alguns estavam deitados fazendo o exercício respiratório, nós os acompanhantes magnetizávamos seus chacras coronário e frontal para induzi-los mais rapidamente a conexão interior.
       Eu aproveitava pra observar tudo ao meu redor. Vi que muitos já estavam relaxados, mas alguns ainda insistiam em querer saber o que iria acontecer. Desdobrar consciente não é fácil, mas é possível se você tem persistência e paciência. O coordenador retomou sua fala:
       -Percebo que já estão em harmonia, agora imaginem-se vibrando nessa energia calma e protetora, afinal nosso corpo é energia pura.
       Uma das coisas que estranhei muito ao começar meus desdobramentos quando criança foi que me sentia igual aqui na terra, eu conseguia tocar nas pessoas e objetos, só mais tarde fui informada que quando estamos todos na mesma vibração isso é possível.
       Vi que meu amigo já estava ficando translúcido, ele estava se conectando com seu eu interior e seu corpo vibrava e brilhava muito. É uma imagem linda de se ver.
        -Sintam as pessoas ao seu redor, entrem em conexão mente a mente, tentem ouvir o que seu amigo sente ou pensa, essa é a primeira certeza de que estão em desdobramento. Não é necessário forçar essa ligação, ela deve acontecer gradativamente, se não ocorrer hoje, certamente na próxima vez acontecerá.
         -Somente com a prática diária é que vocês estarão aptos  a trabalhar conscientemente em desdobramento. Hoje só estamos dando o pontapé inicial. Cada um de vocês foi convidado a servir do lado de cá e terá esse amigo pra lhes ajudar nas próximas empreitadas.
         Após alguns minutos dessa pratica o instrutor nos fala:
        -Vamos voltando para nosso estágio inicial, comecem a sentir seu corpo voltando a vibrar naquela energia mais densa e costumeira. Façam novamente a respiração só que mais rápida, pois agora não queremos mais relaxar. Quando estiverem com o controle total de seus corpo podem sentarem-se nas macas.
        A maioria levou um certo tempo pra conseguir voltar ao normal, assim que todos estavam sentados nosso instrutor comenta;
        -Quero lhes dar parabéns, pois para uma primeira tentativa vocês foram ótimos. Nos encontramos aqui na próxima semana e recomendo que façam diariamente este exercício em casa para que vocês possam aos poucos irem se soltando e criando confiança no seu desdobramento...
        Pude ver nos olhos de meus amigos que eles estavam extasiados com essa nova possibilidade de trabalhar no bem fazendo o bem.  

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Quantos espíritos vivem ao meu lado?

         Conversando com alguns amigos, surgiu a seguinte pergunta:
         -Será que temos espíritos ao nosso lado? E se temos quantos são?
         Todos entre olharam-se e como que esperando minha resposta silenciaram, afinal sou a única do grupo que frequenta uma instituição espírita.
          -Bem segundo estudo e sempre que posso pergunto pros espíritos, todos temos alguns espíritos próximos. Calcula-se que existam em média 6 a 7 vezes mais espíritos desencarnados do que os quase 7 bilhões de encarnados. Então fica óbvio que estamos cercados por espíritos.
          Observei que meus amigos ficaram um pouco assustados, pois não imaginavam que existisse tantos espíritos circulando entre nós. Marcos foi o primeiro a se pronunciar:
           -O que estes bilhões de espíritos fazem?
           -Segundo aprendi, muitos estão diretamente ligados a terra, seja protegendo algum familiar ou mesmo intuindo as pessoas a fazerem o bem, e há também os que se comprometeram com a evolução da humanidade, mas a grande maioria está ainda a procura do caminho do bem, enfrentando seus próprios sentimentos de raiva e vingança, alimentam muitas vezes certos vícios que aprenderam na vivência terrena, pois o fato de estar sem um corpo físico não quer dizer que ficaram bonzinhos.
            -Quer dizer que existem muitos espíritos ruins circulando ao nosso redor, como vamos nos proteger?
             -Muito simples Marcos, se mantermos nossos pensamentos e atitudes no bem e não sintonizarmos com esses espíritos, nunca sentiremos suas presenças. Nenhum desses espíritos, mesmo querendo não tem acesso a nós encarnados a não ser através de semelhanças energéticas e sentimentos parecidos. São nossas emoções que os puxam para perto.
              Agora foi a vez de Ana falar:
              -Com essa quantidade toda de espíritos, tem algum que está comprometido somente com a gente, ou seja, nosso protetor?
              -Pelo que aprendi Ana, cada um de nós tem pelo menso 5 espíritos que nos acompanham por diversos motivos, seja pelo nosso gosto musical, nossa profissão, nossos vícios terrenos como álcool, tabaco e sexo, também por causa de nossa missão pelo bem coletivo ou mesmo por algum tipo de ódio ou rancor que sentimos intimamente. Isso ocorre por causa da lei da atração energética, por isso é importante fazermos oração e estarmos a procura de nossa espiritualidade, afim de fortalecer nossos laços com os espíritos comprometidos com nosso progresso.
              -Eu acho que preciso estudar mais, não quero esse povo todo mandando mensagens ou energias ruins pra mim.
              -Todos precisamos estudar Ana, afinal estamos no mesmo barco de evolução e ainda temos muito o que aprender sobre sentimentos e ações...
              E o bate papo continuou...
  

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Mensagem de um Guardião de Órion

         Todos vocês vieram de outros planetas e outras dimensões, ninguém é realmente daqui. Desculpem se estou assustando alguns de vocês com essa afirmação, mas o planeta terra é uma escola, onde fomos colocados para aprender sobre justiça divina e amor próprio.
         Por vidas consecutivas vocês estão encarnando para aprender a se amar de verdade e serem justos consigo próprios e com seus semelhantes. Quando estiverem com este aprendizado circulando por todas as suas células, vocês não mais encarnaram aqui e sairão do fluxo das eternas somatizações corpóreas.
         Agora falarei para você que se diz espiritualista, exotérico, umbandista e detentor da sabedoria universal, ou se acha um sábio por ter lido alguns livros ou frequentado alguns templos; saibam que todo o conhecimento que possuem nada adiantará que não for traduzido em amor e justiça.
         Falo sobre o amor próprio e não o amor carnal ou narcísico, quero lhes dizer meus amigos e amigas sobre a gratidão verdadeira, pois nós guardiões deste planeta queremos disseminar o amor ao redor deste mundo.
          Faço parte de um povo que vem de outros orbes e que vivemos na antiga Atlântida, queremos transmitir ao maior número possível de pessoas este conhecimento que ficou adormecido por milhares de séculos e agora as hierarquias superiores da criação querem que seja divulgado.
         Vocês vivem um momento sublime, pois seus pensamentos vem de encontro com os propósitos maiores que chegam de cima para se manifestar embaixo. Queremos que voltem a sentir prazer na vida, pois este sentimento esta se esvaindo gradativamente de suas mentes e coração. Queremos que voltem a sentir o extraordinário, esqueçam passado e futuro, foquem no aqui e agora; sintam o presente eterno, mesmo que seja por 15 segundos.
           Muitos tentam fugir do presente através de drogas e alucinógenos, a mudança desta situação pode vir do conhecimento que está dentro de vocês. Pois a grande maioria dos que estão reencarnados
 atualmente aqui na terra já viveram na Atlântida, Lemúria, Órion e Sírios. A mente humana tenta enganar e fazer com que se pense somente no prazer racional e passageiro, como se o presente fosse fútil e de pouco valor.
           Já passou da hora do despertar quântico, abram seus olhos, ouvidos e corações para o que está por vir, nada continuará a ser como agora, o planeta passa por uma transformação e muitos não mais retornaram aqui. Não existe caminho a ser seguido, se não for para o mundo novo que está surgindo, com novas frequências de cura e sabedoria que estão sendo disponibilizadas. Mas muitos ainda insistem em continuarem a se alimentar de ilusões, medos e inseguranças que teimam em se manter dentro de suas mentes. Falo das ilusões pessoais de cada um, criações mentais de uma vida cor de rosa que não existe.
           Mudar não é fácil, mas é preciso deixar para traz o velho mundo e se abrir a novos conhecimentos e novas expectativas. Esqueçam entidades espirituais, seres obsessores, zombeteiros, magos negros ou demônios, pois logo sairão da faixa vibratória e nada poderão fazer contra vocês.
           Chegou a hora de decretar que a gratidão tome conta de sua vida e sentimentos, para que possam entrar em conexão com os seres da luz cósmica, a gratidão é a força que nos une e mudará o mundo inteiro nas próximas décadas.
           Sou o guardião estelar de Órion e estou a disposição daqueles que fizerem a mudança interior.... Paz e luz.